5 de set de 2010

A BÍBLIA E A HUMILDADE!


HUMILDADE PERANTE DEUS!
O verdadeiro cristão coloca em prática o que Jesus ensinou: “Tomai meu jugo sobre vós e recebei minha doutrina, porque eu sou manso e humilde de coração e achareis o repouso para as vossas almas” (Mt 11,29).
Este repouso resulta exatamente de uma confiança ilimitada no Mestre divino no qual se deve afogar todas as misérias e deméritos, os quais não são reconhecidos pelo orgulhoso.
O humilde vê sua existência ampliada e nobilitada. Horizontes deslumbrantes se abrem diante dele. Isto porque “Deus resiste aos soberbos, aos humildes, porém, Ele dá sua graça” (Lc 1,51). Lemos no Livro dos Provérbios que “o prêmio da humildade é o temor do Senhor, a riqueza, a honra e a vida” (Pv 22,4).
Está no texto do profeta Miquéias: “Já te foi dito, ó homem, o que convém, o que o Senhor reclama de ti: que pratiques a justiça, que ames a bondade, e que andes com humildade diante do teu Deus”(Mq 6,8).
São Paulo viveu isto em plenitude e pôde asseverar: “Servi ao Senhor com toda a humildade, com lágrimas e no meio das provações que me sobrevieram pelas ciladas dos judeus (Atos 20,19). Podia então aconselhar aos Colossenses: “Como eleitos de Deus, santos e queridos, revesti-vos de entranhada misericórdia, de bondade, humildade, doçura, paciência (Cl 3,12). Davi assim se expressou: “O Senhor é quem ampara aos humildes e o que abate os pecadores até à terra” (Sl 146,6). Afirma ainda o Livro dos Provérbios: “Onde há humildade aí há sabedoria" (Pv 11,2). [...]
“A humildade precede a glória“ (Pv 15,33). Esta virtude é o alicerce da vida espiritual, pois como o princípio de todo pecado é a soberba, assim o fundamento de todas as virtudes é a humildade.
Aliás, São Gregório mostrou que “procurar a virtude sem a humildade é juntar poeira ao sopro do vento”. É que a graça do Espírito Santo sempre busca o coração humilde. Santa Teresa, ouvindo uma vez que seus adversários faziam mau conceito dela e lhe dirigiam palavras ofensivas, disse com um sorriso: «Ó, não me conhecem bem; se soubessem quem realmente eu sou, diriam insultos ainda maiores». A humildade prospera nos corações que bem conhecem sua própria miséria e indigência, persuadidos intimamente de que todo bem procede de Deus.
Os santos cultivaram esta virtude no mais alto grau dado que estavam sempre unidos ao coração humilde de Cristo. A rainha das virtudes lhes pertence em Jesus.
Têm consciência de que toda grandeza que circula no mundo vem de Deus e que só por meio do divino Redentor é que se pode santificar a si mesmo e aos outros.
A alma entregue a Jesus e vivendo em Seu nome é inteiramente humilde. Reconhece seus defeitos, só confia em Deus, a ninguém despreza.
Côn. José Geraldo Vidigal de Carvalho - Professor no Seminário de Mariana durante 40 anos.
Fonte: Catolicanet

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJAM MUITO BEM VINDOS!!!