30 de dez de 2010

UM FELIZ E ABENÇOADO ANO NOVO!

Como fazer de 2011 um Feliz Ano Novo? Comecemos, por tudo, dando Graças a Deus! E depois de agradecer por todas as bençãos e graças que recebemos neste ano que termina, ofereçamos ao Senhor, nosso Deus, os nossos corações, para que neles reine a Sua Paz e para que, com Ele, aprendamos a aceitar os limites de cada um e entender melhor uns aos outros, sustentados sempre pelo Seu Amor, Ágape, incondicional, que nada espera, o Amor sem limites!
Como disse Madre Tereza de Calcutá, “no final das contas é entre você e Deus. Nunca foi entre você e as outras pessoas.” E assim temos muitos exemplos de pessoas que viveram na santidade, sendo instrumentos da Paz de Deus e sinais do Seu Amor no meio dos homens. Certamente, ao final de suas vidas, puderam afirmar que combateram o bom combate e que guardaram a fé, como São Paulo. Terminaram suas jornadas neste mundo, felizes e em paz, pois descobriram que o segredo da felicidade é viver o Amor, a Caridade.
E, se até mesmo fiéis de outras religiões e seitas que não reconhecem Jesus como o Filho de Deus e nosso Salvador descobrem que viver a caridade é o caminho certo para uma vida feliz, tanto mais nós, que a cada ano, na época do Advento, preparamos os nossos corações para receber, como na manjedoura da gruta de Belém, o próprio Deus, o próprio Amor, que se fez carne para habitar entre nós.
Neste Tempo do Natal, peçamos a Jesus, de corações abertos, que Ele faça os nossos corações realmente semelhantes ao Seu Sagrado Coração, pois só assim estaremos em verdadeira comunhão com Deus para termos um Feliz e Abençoado Ano Novo!
Agradeço aos velhos e sos novos amigos por terem visitado e divulgado o "blog". Muito obrigado também pelos comentários e pelas lindas mensagens deixadas aqui e enviadas por e-mail. Que em 2011 possamos continuar juntos neste humilde projeto de evangelização. Vamos viver o Evangelho de Jesus Cristo e proclamar a Palavra de Deus aos que mais precisam! Vamos viver o Amor Ágape, incondicional, que não pensa em recompensas, o Amor sem limites!
DESEJO-LHES UM FELIZ E ABENÇOADO ANO NOVO!

26 de dez de 2010

SAGRADA ESCRITURA, O CAMINHO DA VIDA! PAPA ALMOÇA COM OS POBRES.

Quando deres alguma ceia, não convides os teus amigos, nem teus irmãos, nem os parentes, nem os vizinhos ricos. Porque, por sua vez, eles te convidarão e assim te retribuirão.
Mas, quando deres uma ceia, convida os pobres, os aleijados, os coxos e os cegos.
Serás feliz porque eles não têm com que te retribuir, mas ser-te-á retribuído na ressurreição dos justos.
(Lc 14, 12-14)
O Papa Bento XVI promove duas iniciativas concretas durante o Tempo de Natal deste ano.
O Papa Bento XVI almoçou neste domingo com 350 pessoas carentes que vivem em Roma, entre eles um muçulmano e um chinês, na Sala Paulo VI do Vaticano.
Os convidados do Pontífice foram pessoas pobres e imigrantes sem-teto, que recebem cuidados das Missionárias da Caridade, a congregação fundada pela beata madre Teresa de Calcutá (1910-1997).
"Queridos amigos, o Papa gosta de vocês, tem vocês no coração, envolve a todos em um abraço paterno e reza por vocês", disse Bento XVI no discurso que pronunciou durante o almoço, informou o Vaticano.
O Papa ressaltou a figura da madre Teresa de Calcutá. Segundo ele, a beata, que "viveu de maneira humilde por amor a Deus", dizia que seu "maior prêmio era amar Jesus e servi-lo por meio dos pobres". Madre Teresa, acrescentou Bento XVI, dá aos homens a certeza de que "Deus jamais nos abandona".
O almoço foi realizado no mesmo lugar onde o Papa costuma fazer suas refeições com os cardeais em momentos importantes da Igreja. No dia 5 de janeiro, o Papa Bento XVI deverá visitar crianças doentes do hospital Gemelli, de Roma, na vigília da festividade dos Reis Magos.
Fonte: Terra Notícias

23 de dez de 2010

NATAL DO SENHOR!

PRESÉPIO VIVO EM TREZE TILIAS, SANTA CATARINA.
A Igreja celebra, com a solenidade do Natal, a manifestação do Verbo de Deus aos homens. É este de fato o sentido espiritual que decorre da própria liturgia, que oferece para a nossa meditação o nascimento eterno do Verbo, o Filho Jesus.
Um antigo documento, o Cronógrafo do ano de 354, atesta a existência em Roma desta festa a 25 dezembro, que corresponde à celebração pagã do solstício do inverno, isto é, o nascimento do novo sol que, após a noite mais longa do ano, retomava novo vigor.
Celebrando neste dia o nascimento daquele que é o verdadeiro Sol, a luz do mundo, que surge da noite do paganismo, pretendeu-se dar um significado novo, totalmente novo, a uma tradição pagã vivida pelo povo, pois coincidia com as férias de Saturno, durante as quais os escravos recebiam presentes dos seus senhores e eram convidados a se sentarem à mesa de seus donos como cidadãos livres.
Os presentes natalícios, porém, pretendem chamar a atenção para os presentes dos pastores e dos reis magos ao Menino Jesus.
No oriente, o nascimento de Jesus era festejado no dia 6 de janeiro, com o nome de Epifania, que quer dizer manifestação. Depois também a Igreja oriental começou a celebrar na data de 25 de dezembro, conforme encontramos em Antioquia pelo ano de 376 no tempo de são João Crisótomo, e em 380 em Constantinopla. Enquanto isso, no Ocidente, era introduzida a festa da Epifania, última festa do ciclo natalício, para comemorar a revelação da divindade de Cristo ao mundo pagão. Os textos de liturgia natalícia , formulados numa época de reação à heresia de Ário sobre a Trindade, enfocam com a força de uma calorosa poesia e com rigor teológico a divindade do Menino nascido na gruta de Belém, a sua realeza e onipotência, para convidar-nos à adoração do insondável mistério do Deus revestido de carne humana, filho da puríssima Virgem Maria.
A encarnação de Cristo marca a participação direta dos homens na vida divina. A restauração do homem mediante o nascimento espiritual de Jesus nas almas é o tema sugerido pela devoção e pela piedade cristãs, que além das comoventes tradições natalícias florescidas às margens da liturgia, convida a meditar anualmente sobre o mistério da nossa salvação em Cristo Senhor.
Fonte: Catolicanet

18 de dez de 2010

UM FELIZ E SANTO NATAL!

AS SEMENTES DE DEUS
Entrei em uma loja, vi um Anjo maravilhoso no balcão e perguntei:
–Santo Anjo do Senhor, o que tens aqui?
–Todos os dons de Deus- respondeu o Anjo.
–E custa muito?- perguntei.
–Não custa nada, aqui tudo é de graça- respondeu.
Contemplei a loja e vi que havia jarros de amor, vidros de fé, pacotes de esperança e caixas de salvação eterna. Pedi um pouco de tudo.
Então o Anjo preparou e entregou-me um pequenino embrulho que cabia na palma da mão. Incrédulo, eu disse:
–Mas como é possível estar tudo o que eu pedi aqui?
Sorrindo, o Anjo me respondeu:
–Meu querido irmão, aqui na loja de Deus não temos os frutos, só as sementes... Plante-as!!!
Assim, você terá sempre um NATAL FELIZ e um ANO NOVO repleto de esperanças e realizações!
Autor desconhecido

PLANTE AS SEMENTES DE DEUS E COLHA A ALEGRIA DE SENTIR JESUS NASCENDO EM SEU CORAÇÃO!
TENHA UM FELIZ E SANTO NATAL E UM ANO NOVO ABENÇOADO!

11 de dez de 2010

12 DEZEMBRO - DIA DE NOSSA SENHORA DE GUADALUPE.

A BASÍLICA ANTIGA E A NOVA, DE NOSSA SENHORA DE GUADALUPE, NA CIDADE DO MÉXICO.
O cristianismo chegou ao México com os conquistadores. Guerreiro e religioso, o povo asteca convivia com a morte na prática de sua religião. Contava uma das muitas lendas, que os deuses céu e terra geraram os deuses lua e estrelas. Um dia, a terra ficou grávida e concebeu o deus sol. Os astecas ofereciam sacrifícios humanos para fortalecer o sol mas, com a dominação espanhola, os sacrifícios humanos foram proibidos.
No México, onde os astecas adoravam os deuses sol, terra, lua e estrelas, Nossa Senhora apareceu a Juan Diego, um índio asteca já convertido. Disse a ele que falasse ao bispo de sua visão e que Ela queria que fosse construída uma igreja naquele local para que pudesse ajudar àqueles que a invocassem. O local é o centro geográfico do continente americano, símbolo de que Nossa Senhora é a Rainha das Américas. Juan Diego passava sempre por ali para ir à missa. Caminhava quilômetros para ouvir a palavra de Deus. Ele teve uma visão no dia 9 e outra no dia 10 de dezembro de 1531. Quando ouviu o relato dos fatos, o bispo não acreditou e pediu a Juan Diego uma prova. No dia seguinte ele não saiu de casa porque cuidava do tio que estava muito doente. No dia 12, foi por outro caminho para buscar um padre, pois o tio estava quase morrendo. A Senhora lhe barrou a caminhada e ele falou a Ela o que estava acontecendo. Então Ela disse:–“Não estou aqui Eu que sou tua Mãe? Não te aflijas com a doença de teu tio, pois ele já sarou”. Confortado com a notícia, ele contou à Senhora que o bispo queria uma prova de suas visões. Ela então fez surgir rosas grandes e perfumadas no alto do monte Tepeyac. Aquele não era um lugar onde brotassem flores de qualquer espécie, porque havia muitas ervas daninhas e, além disso, era inverno no hemisfério norte e o gelo estragava tudo. Ele cortou as rosas e as guardou em seu poncho. Em seguida, levou-as ao bispo e desdobrou o poncho na frente dele e de outras pessoas.
MANTO COM A IMAGEM DE NOSSA SENHORA DE GUADALUPE, EXPOSTO ATUALMENTE NA BASÍLICA NOVA.
Depois que as flores cairam no chão, apareceu milagrosamente impressa no poncho a bela imagem da Mãe de Deus. A imagem se mantem da mesma forma como surgiu e está exposta no seu templo de Tepeyac, que tem o nome de Guadalupe. O manto, feito de uma fibra vegetal que normalmente dura no máximo 30 anos, permanece perfeitamente conservado por 5 séculos.
Resumo do livro do Pe. Oscar Quevedo sobre Nossa Senhora de Guadalupe

JARDINS ATRÁS DA BASÍLICA.
O video abaixo, sobre os enígmas da Virgem de Guadalupe, está em espanhol, mas é fácil de entender.

Os enigmas da Virgem de Guadalupe.

DEUS É CAPAZ!


PREPARE-SE PARA A CHEGADA DO MENINO DEUS! RECEBA-O DE CORAÇÃO ABERTO NESTE NATAL E VERÁ QUE ELE É CAPAZ DE TRANSFORMAR SUA VIDA!

3 de dez de 2010

ESCULTURAS VIVAS!










DETALHES DE "DAVID", DE MICHELANGELO, NA GALERIA UFFIZI, EM FLORENÇA.
Você já visitou um museu? Já observou uma escultura? Já imaginou o que era aquela escultura antes de ser uma obra de arte? Era um pedaço de madeira, um bloco de pedra... Mas ali dentro já existia aquela obra de arte esperando para ser revelada. Como já se ouviu dizer por aí, e como lembrou o meu amigo Thiago Casali em seu “blog”, a escultura já estava dentro da pedra, ou do pedaço de madeira, esperando que os excessos fossem retirados para que ela pudesse ser encontrada. Nós somos como essas esculturas, mas somos esculpidos ao longo da vida. Vem um amigo, tira um excesso daqui, e revela belezas que nós mesmos não sabíamos que existiam em nós, pois amigo verdadeiro nos ajuda a descobrir as nossas verdades. Vem também um inimigo, tira um excesso dali, e às vezes, revela belezas ainda maiores, pois como dizia São Josemaria Escrivá, os que nos perseguem nos santificam; mas isso, muita vezes, é perigoso, para nós e para eles. Pobres desses “santificadores”!

Mas já que esses inimigos passaram por nossas vidas e nos fizeram mal, ao menos serviram para que algo de bom, ou de muito bom, em nós, fosse revelado mais depressa. O maior problema, é que nesse processo todo, corremos o risco de ter arrancadas partes importantes para a finalização da obra. Isso tudo acontece porque vivemos a vida que o mundo nos propõe, muitas vezes seguindo o senso comum. Quando cansados de ser esculpidos por diversos “artistas”, nos entregamos ao nosso Criador, que sabe exatamente que escultura está escondida no “pedaço de madeira” ou no “bloco de pedra”, tudo muda! Só Ele sabe onde pode aparar as arestas sem quebrar um pedacinho que pode fazer muita falta depois. Só Ele conhece o material com o qual está trabalhando. Só Ele conhece a resistência de cada parte do “bloco de pedra” ou do “pedaço de madeira”. Ele conhece exatamente o material de cada um de nós e sabe perfeitamente como revelar as belezas escondidas em cada filho Seu. Ele pode, inclusive, reparar com Mãos de Mestre aqueles pedaços que os inimigos arrancaram de nós e que nos fazem tanta falta.
Abandonemo-nos às mãos do Senhor e Ele fará grandes coisas por nós e em nós! Só Ele pode revelar o melhor de nós! Só Ele é onipotente e onisciente, por isso pode e sabe trabalhar com qualquer material que lhe for entregue. Ele molda o “barro”, esculpe a “pedra” e a “madeira”, e faz tudo com absoluta precisão.
"A CRIAÇÃO DE ADÃO" - AFRESCO PINTADO POR MICHELANGELO, NO TETO DA CAPELA SISTINA, NO VATICANO, POR VOTA DE 1511.
Como escreveu Santo Agostinho, em Confissões, há alguma coisa do homem que nem o próprio espírito do homem, que nele está, conhece; mas o Senhor, que o fez, conhece todas as suas coisas.
E mesmo que os “escultores” desse mundo insistam em interferir na revelação da verdadeira beleza que existe em você, volte sempre para o Senhor, o Autor da Vida! Só Ele resgatará, a qualquer tempo, a verdadeira beleza que existe em você!
Meditando um pouco mais sobre as Confissões de Santo Agostinho, conscientizemo-nos de que uma coisa é ver, de cima de um monte frondoso, a Pátria da Paz, e não encontrar o caminho até ela, e esforçar-se, em vão, por lugares onde não há caminhos, onde os desertores fugitivos nos cercam e armam emboscadas contra nós; outra coisa é seguir o caminho que à Pátria da Paz conduz, protegido pelo cuidado do seu Celeste Governante, onde aqueles que abandonaram a milícia celeste não fazem assaltos, pois o evitam como a um suplício.
Inspirados ainda, nas Confissões de Santo Agostinho, peçamos a Deus, virtude de nossas almas, que entre nelas e molde-as a Ele, para que as tenha e possua sem manchas nem rugas e que se compadeça de nós segundo a Sua grande misericórdia, por causa do Seu nome, e que não abandone, de modo algum, a obra por Ele começada, concluindo assim, Ele mesmo, o que em nós está inacabado.
"A PENSADORA" - ESCULTURA INACABADA DE RODIN.
Cristo quer agir em você, mas você precisa Lhe dar livre acesso. Tente fazer uma experiência de entrega ao Senhor. Quer experimentar? Você pode começar esse processo, por exemplo, com uma Novena Eucarística. Procure um padre, faça uma boa confissão e livre-se dos pesos que impedem você de seguir adiante e de sentir a revelação das belezas que existem em você. Depois disso, disponha-se a participar da Santa Missa por nove dias consecutivos. A cada dia, peça a Jesus, na sequencia da ação de graças, logo após a Comunhão, que Ele tome posse de todo o seu ser. Permita que o Senhor aja em você e revele as belezas que estão escondidas no seu interior. Para que isso aconteça, tenha a coragem de dizer a Jesus, de coração aberto, que você está ali para fazer a vontade dEle e para viver no Seu amor, por toda a sua vida. Fazendo isso, que é sim, possível, verá que um dia estará fazendo o que antes via como impossível e proclamará que Deus fez e continua fazendo grandes coisas por você e em você.
Abra as portas do seu coração para o Senhor! Não O deixe do lado de fora da sua vida!
Que o Senhor, Nosso Deus, seja sempre o Grande Escultor da maravilhosa escultura viva que é você!